quinta-feira, 20 de junho de 2013

.Flow – Onde Nascem os Pesadelos


Estou trazendo um post exclusivo hoje. A alguns meses atrás falei sobre Yume Nikki aqui no blog, um jogo original de RPG Maker que fazia o jogador viajar pelo mundo dos sonhos. Hoje falarei sobre um fangame famoso baseado em Yume Nikki, o violento .Flow.

.Flow (se pronuncia assim mesmo “ponto Flow”) foi criado por um desenvolvedor creditado apenas como “lol” no programa RPG Maker 2000 e distribuído gratuitamente na internet.

Mesmo sendo um fangame de Yume Nikki, o jeito como a história de .Flow é apresentada torna o jogo uma experiência completamente diferente. Se em Yume Nikki seu objetivo era explorar experiências estranhas no mundo dos sonhos com uns poucos pontos assustadores, em .Flow o mundo todo é assustador com uns poucos ponto de paz. Como se a protagonista vivesse constantemente presa em um mundo de pesadelos. A trilha sonora também é original e diferente.

http://www.youtube.com/watch?v=gMmYxC8FuZU

O jogo gira em torno da personagem principal, Sabitsuki (“coberta de ferrugem” em japonês), que assim como Madotsuki de YN vive em um apartamento sem poder sair. O jogo começa quando você a faz mexer no computador e rodar um programa chamado .flow, assim sendo levada para uma sala de onde é possível explorar diversos mundo bizarros. O jogador pode salvar o jogo quando Sabitsuki deita na cama.

Um detalhe importante que chamamos de “a” Sabitsuki por que se supõe que ela é uma garota já que usa vestido e outros efeitos femininos, mas seu visual é bem andrógino, e certeza absoluta ninguém tem. Talvez ajudasse se ela falasse algo durante o jogo.


Os cenários de .Flow são quase que totalmente urbanos, confusos e metálicos e parecem ser referência a uma cidade de onde não se consegue sair (Silent Hill?).

O objetivo do jogo é colecionar os 24 “effects” (efeitos) e habilitar os finais do jogo, e também procurar o “final verdadeiro” além dos eventos secretos, onde ocorrem eventos horripilantes.

Ao contrário dos efeitos de Yume Nikki, os “effects” que existem em .Flow são bem violentos (o efeito “viscera” por exemplo, faz a menina abrir a barriga e mostrar os intestinos) e o única efeito que pode ser utilizado de forma ofensiva que Sabitsuki encontra no jogo é o “cano de aço” (esse sim uma referência inegável a uma das armas ícones de Silent Hill).


Como de costume, .Flow é um jogo que não explica nada ao jogador e por isso dá margem à criação de muitas teorias e suposições. Tentarei explicar o máximo que puder ao longo do post, por isso se quiser jogar e procurar por si mesmo NÃO LEIA O TEXTO ABAIXO, AVISO DE SPOILERS!

No jogo existem diversos inimigos, mas o principal deles é um dos ícones do jogo, os chamados “Kaibutsu”.

Esses indivíduos de face ensanguentada que se vestem com uniformes colegiais japoneses masculinos normalmente andam lentamente pelo cenário, mas existem alguns que riem de maneira sinistra e perseguem Sabitsuki por todo o mapa se necessário. O cabelos de todos eles é branco, como o de Sabitsuki, e tocar em um deles transporta o jogador para um ponto isolado de onde a única maneira de sair é a opção “acordar” que leva Sabitsuki de volta para seu quarto.


Em .Flow é possível se morrer aos poucos, tocando em alguns inimigos, parecidos com baratas. Quando isso acontece Sabitsuki começa a ficar ensanguentada gradativamente até que a personagem fique com a cara totalmente irreconhecível. Nesse momento ela pára e olha para tela. A semelhança dela com um Kaibutsu é inegável, e então ela acorda. 

Uma das maiores teorias diz que Sabitsuki possui uma doença sanguínea contagiosa, e por isso deve ficar trancada em seu quarto. A sequência de ficar mais e mais ensanguentada representaria a evolução da doença, e virar um Kaibutsu representaria morrer pela doença. 



Conforme vai ficando mais e mais ensanguentada, muitos afirmam que Sabitsuki parece estar ficando “enferrujada”, a ferrugem é uma constante no jogo, muitas vezes de forma subliminar, o que teorizam representar a morte do metal, do urbano, do mundo. Existe uma teoria maluca sobre Sabitsuki ser um robô, mas não faz muito sentido. Faz mais sentido pensar que Sabitsuki está ligada de alguma forma ao cenário, e a ferrugem representaria o seu desgaste com o tempo, talvez pela doença.


Existe ainda uma outra teoria bem defendida de que Sabitsuki fazia parte de uma gangue na escola. Essa teoria é defendida baseando-se principalmente em um cenário secreto do jogo, onde se é possível encontrar a “Corrupted School” infestada de Kaibutsus, e que possui o famoso trio Kaibutsu, muito presentes em fanarts do jogo, que seriam inimigos especiais, representando rivais que ela teve na escola.


Por algum motivo, as pessoas costumam relacionar as atitudes de Sabitsuki com uma estudante problemática e que poderia muito bem fazer parte de uma gangue. Seus “effects” mostrariam isso. Além de andar com um cano de aço, também existem os efeitos “capuz”, “Tatuagem” entre outros similares.

Eventos Especiais

Existem eventos bizarros espalhados pelo jogo, que resultam em Sabitsuki acordar imediatamente. Irei comentar conforme a sequência, acompanhe pelo vídeo.



0:00 - Bloody Room event,

Em uma sala ensanguentada no esgoto, mais facilmente acessível com o efeito “Slime” Sabitsuki se recusa a abandonar a sala, e em poucos segundos o rosto dela se enche de sangue e ela acorda.

Teoria: Não há teoria especial sobre essa sala, mas ela se parece muito com as salas do hospital.

1:02 – Dying Girls event

Ao abrir uma porta em uma pichação com uma poça de sangue, Sabitsuki entra em uma sala de aparência orgânica, ali há uma garota de cabelos escuros e mais à frente uma sala repleta com essa mesma garota. Para abrir espaço Sabitsuki tem que matar várias delas com o cano. Na próxima porta há uma versão gigante da garota, presa às paredes. Ela sofre gradativamente enquanto o ambiente fica mais e mais vermelho, então seu abdômen se abre e ela morre de vez. Sabitsuki então acorda.

Teoria: Alguns dizem se tratar de uma representação dos anticorpos de Sabitsuki perdendo para a doença, mas a maioria esmagadora acredita que a garota de cabelos escuros representa a mãe de Sabitsuki, que teria morrido no parto dela. Ela não tem rosto pois Sabitsuki nunca a viu, e provavelmente morreu porque era muito jovem para um parto. Sabitsuki não gosta de lembrar disso por isso a sala é bem escondida, representando a repressão da memória.

3:08 – Kaibutsu in the Bar

Na área urbana existe um bar onde se vê um Kaibutsu bebendo tranquilamente (ele é o único do jogo com esse comportamento). Se Sabitsuki tentar matá-lo com o efeito do cano ele se vira e a mata primeiro, enquanto sua face volta fica ensanguentada. Depois de longos segundo vemos o que parece ser Sabitsuki morta em frente a seu computador, no mundo real. Mas ela acorda depois de alguns segundos.

Teoria: Pode ser que o evento só simbolize o fenômeno do “sonho dentro do sonho” onde por um momento acreditamos que o evento realmente matou Sabitsuki no mundo real, apenas para ver ela acordando de fato um pouco depois. Mas alguns teorizam que o evento representa como o mundo de .Flow só reflete para Sabitsuki o que ela dá, ou seja, os pesadelos dela são violentos por ela ser uma pessoa violenta.


Corrupted School

A porta para esse evento aparece de forma aleatória, por isso pode ser necessário sair e entrar no jogo algumas vezes.  Dentro da uma porta branca com sorriso de Kaibutsu haverá um ambiente infestado deles. Deve-se usar o efeito “Ghost” para eles não te tocarem. Quando encontrar o trio Kaibutsu volte e entre no corredor que surgiu. Você está na Corrupted School. Vários caminhos são sem saída e Kaibutsus surgirão do nada. A sala do final possuirá um personagem especial. Você não poderá sair da sala ou usar efeitos. Quando ele pega Sabitsuki ela morre na hora.

Teoria: Esse cenário, tão difícil de se acessar provavelmente representa como Sabitsuki realmente se sentia na escola, perseguida e sozinha. Teorizam que o homem da última sala seria um professor, para o qual Sabitsuki tentou pedir socorro, mas não adiantou.


O Fim

Esses são os spoilers supremos, não leia se não quiser estragar o final do jogo de vez hein!

Existem 3 finais possíveis para o jogo .Flow, sendo dois normais e um secreto, o verdadeiro. Irei comentar cada um aqui.

Final 1: Depois de reunir todos os efeitos, acorde e saia pela porta do quarto. Sabitsuki aparecerá no terraço. A tela corta e o jogo termina com uma mancha de sangue no chão.

Esse final é semelhante ao de Yume Nikki, onde Madotsuki termina se jogando de sua casa. Sabitsuki não teria aguentado mais os pesadelos e decidiu encerrar sua vida.

Final 2: Depois de reunir todos os efeitos, durma de novo e retire todos os efeitos do computador, quando acordar saia pela porta do quarto. Sabitsuki aparecerá no terraço, mas dessa vez uma enfermeira com uma máscara de gás aparecerá também, ela se aproxima e a tela corta. Vemos então a enfermeira carregar o corpo morto de Sabitsuki pelos créditos.

Esse final seria a conclusão da teoria de Sabitsuki possuir uma doença rara e contagiosa. Ela não poderia sair do quarto para não espalhar a doença. Quando sai uma enfermeira com máscara acaba tendo que matá-la e se livrar do corpo.

Final 3: Depois de reunir todos os efeitos durma, entre no computador, recolha todos os efeitos então acorde, durma de novo e o computador terá sumido. Agora você terá um longa jornada, onde terá que interagir com três eventos sem portar nenhum de seus efeitos. A confirmação de que você interagiu corretamente é um janela de texto em branco. Não poderia descrever em detalhes a jornada, pois é muito extensa, mas é muito interessante. Vejam pelo vídeo abaixo.


No final verdadeiro vemos Sabitsuki seguir em frente mesmo com tudo ficando cada vez pior, e acabar ficando completamente deformada como um Kaibutsu. Ela encontra a si mesma na última sala, e deve se matar com o cano. Ao acordar ela vai para o terraço e encontra com a enfermeira, que a mata com um cassetete.

Diferente do segundo final, na cena de créditos vemos Sabitsuki no mundo de .Flow, e durante os créditos ela percorre o cenário inteiro, passando por várias imagens sinistras.


Esse final provavelmente simboliza que Sabitsuki tentou lutar com todas as forças contra a doença, mas no final não conseguiu vencê-la e acabou morrendo. Porém, diferente dos demais finais, nesse ela permanece viva dentro do programa .Flow. O que nos deixa aquela dúvida sinistra...

Quando Sabitsuki joga .Flow entra em um mundo alternativo, que simboliza o ambiente dentro de si mesma, um lugar desagradável, mas ao mesmo tempo familiar. O que faríamos se possuíssemos um programa semelhante? Você na verdade já faz isso quando joga .Flow, com uma sensação parecida com quem joga YN. O jogo diverte por lembrar você como é desagradável a viagem dentro de si mesmo. Encarar seus pesadelos. De repente vejo muitas pessoas se pegarem jogando várias e várias vezes esses jogos simplesmente porque seus ambiente caóticos lembram como elas se sentem por dentro, confusas e perdidas, mas curiosas. Não estaríamos nós, dessa forma, entendo o verdadeiro sentido de .Flow? E mais importante, que escolha faríamos quando for nossa hora de sair e abrir a porta?

Esse é o mais longe que pude chegar.

Baixar .Flow:


Fontes: 

3 comentários:

Morpheus disse...

Olá, poderia me dizer qual a dificuldade que o blog está passando pra se manter atualizado?
Continuo visitando o Creepy Attic a cada 2 dias, com esperança de ver atualizações, mas sempre fico com cara de bobo...
Grato pela atenção.

Rodrigo Souza "Freakabout" disse...

Nossa, desculpe Morpheus. O blog realmente está desatualizado, e não é por falta de conteúdo, pois tenho até achado muito.

A verdade é que estou passando por uma fase difícil e minha mente têm andado muito... ruim. Eu sei que nenhum de vocês que acompanha o blog tem algo a ver com isso mas eu gostaria de esclarecer só para me sentir melhor mesmo: Estou confuso sobre várias coisas da minha vida e não tenho cabeça para o blog. Muito obrigado por mandar essa mensagem, assim eu lembro que ainda têm gente que lê algo que eu escrevo. Não tenho boas desculpas, eu ando trabalhando demais, o blog não me dá um centavo sabe, e esse trabalho também têm me estressado demais. Estou envergonhado, mas acredito que vou publicar alguma coisa daqui a pouco tempo. Tenha um bom dia amigo.

Luminus Octavius disse...

Estou certo de que, tanto eu quanto outros seguidores de sua excelente página que lerem este comentário compreenderão e aguardarão com grande expectativa ao teu retorno. E se pensardes em não retornar, saibas que deixarás um vazio que não será preenchido por ninguém mais. Desejo que este período de angústia passe e lhe traga bons aprendizados. Um grande abraço!